.Julho 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
28
29
30
31

.posts recentes

. Finalmente as férias e um...

. Vida e história de Jean-J...

. James Watt, por João Paul...

. A Conservação da Massa e ...

. René Descartes, por Ana P...

. A Passarola de Bartolomeu...

. Os Lolardos, por Rebeca B...

. A Revolução Francesa, por...

. As Guerras Religiosas do ...

. A Reforma Protestante e o...

.arquivos

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

.links

Um espaço para a História da Escola Secundária Aurélia de Sousa - Porto

.favorito

. E o homem com livros cont...

Segunda-feira, 28 de Novembro de 2005

LISBOA? MAS QUE LISBOA? Um exemplo da desgraça da História. Por Sérgio Silva, 8ºA.

Lisboa.jpg

Este artigo (?) de uma revista brasileira especializada em Turismo e Negócios chegou-nos pela mão do sempre atento Sérgio Silva e colaborador desde a primeira hora dos blogues que, entretanto, fomos criando aqui na Secundária Aurélia de Sousa. Inacreditável! Não sei se dá para rir ou chorar, mas provavelmente como temos a auto-estima tão em baixo é bem possível que tamanha ignorância nos faça muito mal. A História também se faz pela incongruência ou pelo non-sense, infelizmente. De tudo isto, fica-nos a informação, sempre oportuna, que Lisboa tem um clima tropical húmido (deve ser por causa do Pacífico!), que a cidade foi arrasada na II Guerra (mas por quem? Por quem?), que D. Pedro I (sim, esse mesmo o da Inês, era brasileiro!) e que Lisboa está cheia de bons arquitectos. Obrigado Sérgio, por estas informações chegadinhas do Brasil! Valha-nos a possibilidade, muito remota, de este artigo nunca ser lido por um historiador do futuro, lá para 2507!

Ora leiam, por favor:

«A capital de Portugal, Lisboa, é a porta de entrada para a Europa. A cidade está em ascensão turística. O idioma oficial é o português, mas fala-se fluentemente o espanhol. É uma civilização marcada por diferentes costumes, de origem europeia e africana. Sua arquitectura é essencialmente gótica. Banhada pelo Oceano Pacífico e tendo como principal rio o Tejo, Lisboa tem entre os seus vultos históricos nomes importantes da História do Brasil, haja vista que já fomos colónia portuguesa. D. Pedro I e II, D. João VI e Dona Maria Leopoldina, entre outras, figuram em nome de ruas, museus e demais patrimónios públicos. Lisboa é uma cidade plana, de velhos mas bem conservados casarios, clima tropical húmido, temperatura variável, fria no Inverno e quente no Verão, mas nada comparável ao calor brasileiro. Graças ao Estreito de Gibraltar, Portugal liga-se também ao Oceano Atlântico.
O curioso é que quase 2/3 da capital portuguesa desapareceram após a II Guerra Mundial, mas o primeiro-ministro de então, Marquês de Pombal, providenciou a recuperação das ruínas, com orientação de excelentes arquitectos, preservando a originalidade das construções. (…)»

In, Turismo & Negócios, Maceió, Brasil. Uma revista de grande circulação em toda a América do Sul.
publicado por António Luís Catarino às 23:42
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Anónimo a 14 de Janeiro de 2006 às 16:26
Lamento que desdanhes dessa maneira a auto-estima e a capacidade de inteligência portuguesa fazendo também tu parte dela! mas excluindo isso, penso que tens um trabalho bem elaborado e bem fundamentado! gostava de ter a possibilidade de ver agora outro artigo teu para poder levantar a auto-estima dos portugueses e "Aurelianos" para que desta forma o positivismo viesse "ao de cima".
parabéns e saudações
Nuno Moreno 9ºbnuno moreno
</a>
(mailto:nuno_moreno@hotmail.com)

Comentar post