.Julho 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
28
29
30
31

.posts recentes

. Finalmente as férias e um...

. Vida e história de Jean-J...

. James Watt, por João Paul...

. A Conservação da Massa e ...

. René Descartes, por Ana P...

. A Passarola de Bartolomeu...

. Os Lolardos, por Rebeca B...

. A Revolução Francesa, por...

. As Guerras Religiosas do ...

. A Reforma Protestante e o...

.arquivos

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

.links

Um espaço para a História da Escola Secundária Aurélia de Sousa - Porto

.favorito

. E o homem com livros cont...

Terça-feira, 13 de Junho de 2006

Denis Papin, por Daniel Catalão, 8ºC

Médico, físico e inventor francês nascido em Blois, pioneiro do conceito da transmissão pneumática, inventaram máquinas movidas a pressão atmosférica e a vapor, tornando-se um dos pioneiros da navegação a vapor. Foi educado na escola Jesuíta de Blois, entrou para Universidade de Angers (1661) e graduou-se em medicina (1669). Seu interesse por física cresceu quando ajudou Huygens a experimentar uma bomba de ar (1671-1674) durante o período que ele morou nos apartamentos de Huygens, na Biblioteca Real, em Paris. Por razões religiosas foi para Londres (1675) para  trabalhar com Boyle e lá permaneceu por quatro anos, até que se tornou o assistente de Hooke na Royal Society (1679). Foi elegido Fellow da Royal Society (1680) e seguiu para Itália onde foi diretor de experiências ao “Accademia Publicca di Scienze in Venice” (1681-1684). Calvinista, nascido em uma família de Huguenot, só depois do Édito de Nantes que concedeu liberdade religiosa ao Huguenots, voltou para a França, a convite de Louis XIV (1685). Voltou novamente a Londres (1684) trabalhando na  Royal Society (1684-1687). Depois foi para Hesse-Kassel como professor de matemática na Universidade de Marburg (1687-1696) e continuou como pesquisador naquela universidade por onze anos mais, até se aposentar (1707). Ele tornou-se mais conhecido como inventor, particularmente pelo seu trabalho com máquinas a vapor. Inventou (1679) um fogão de pressão e o primeiro motor de pistão e que foi utilizado pelo próprio para bombear água para um tanque no telhado do palácio prover água para as fontes. Era uma máquina tosca que aproveitava mais o movimento do ar que da pressão do vapor. A máquina era constituída de um único cilindro que servia também como caldeira. Se colocava uma pequena quantidade de água na parte inferior do cilindro e se aquecia até que produzir vapor. A pressão do vapor empurrava um pistão acoplado ao cilindro, enquanto eliminava a fonte de calor da parte inferior. A medida que o cilindro se esfriava, o vapor se condensava e a pressão do ar na parte externa ao pistão exterior o empurrava novamente para baixo. Publicou, em Paris, seu primeiro trabalho sobre máquinas a vapor: De novis quibusdam machinis (1690). Nessa publicação apresentou o mecanismo de funcionamento de sua mais famosa e popular invenção: a bomba centrífuga (1689), uma máquina a vapor destinada elevar água de um canal entre Kassel e Karlshaven. Quando Leibniz lhe enviou um esboço de uma máquina a vapor, ele começou a trabalhar novamente naquele tópico e escreveu The New Art of Pumping Water by using Steam (1707) e projectou uma válvula de segurança para prevenir que a pressão de vapor atingisse níveis perigosos. Outras invenções nas quais trabalhou foram a construção de um submarino, uma arma de ar e um lançador de granada. Também tentou em Hesse-Kassel experimentar como preservar comida usando substâncias químicas e vácuo. Seus últimos anos de vida foram de obscuridade e pobreza e supõe-se que tenha morrido em Londres, embora não haja nenhum registro sobre sua morte, apenas uma  última carta conhecida datada por ele em 23 de Janeiro (1712).

publicado por António Luís Catarino às 11:13
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De António Luís Catarino a 13 de Junho de 2006 às 11:19
Grande Daniel: parabéns pelo teu trabalho sobre Denis Papin. Inventou a marmita que é muito responsável pela nossa mobilidade moderna. Parabéns.

Comentar post

.favorito

. E o homem com livros cont...

.links

.subscrever feeds